Corsan realiza obras no Litoral

Poço foi construído em Vila Palmeira, no município de SAP.

A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) realizou entre segunda (2) e terça-feira (3), a construção de um segundo poço na localidade de Vila Palmeira, no município de Santo Antônio da Patrulha. A obra ampliará o abastecimento de água na região, beneficiando em torno de 1,8 mil pessoas.

Para as próximas etapas, estão previstas a instalação de equipamentos de automação e telemetria e a construção de abrigo e cercamento do local. A previsão é de que a nova estrutura entre em operação até o final do ano.

COLETORA DE ESGOTO

Em Imbé os trabalhadores da Corsan estão realizando a instalação de uma rede coletora de esgoto, que, segundo a Companhia de Saneamento, irá beneficiar moradores e veranistas com a melhoria do serviço, além de trazer benefícios para a saúde pública, qualidade de vida da população, higiene ambiental, sustentabilidade e redução de erosão, assim como, valorização imobiliária. O trabalho está sendo feito na Avenida Mariluz, entre a ERS-786 e a Avenida Paraguassu.

Depois de prontas as escavações, serão implementados os ramais de interligação de imóveis à rede de esgoto. Segundo o gestor da Unidade de Saneamento da Corsan em Imbé, Tiago Marques, as boas condições do clima nos últimos dias têm colaborado para o andamento da obra. “Já estamos com 350 metros de um total de 800 que iremos colocar. Logo depois, já vamos recompor a pavimentação”, afirmou. A previsão é de que a obra esteja concluída até dezembro.

Trabalho realizado em Imbé acontece na Avenida Mariluz, entre a ERS-786 e a Avenida Paraguassu.

As obras integram as 356 ações que serão realizadas em todo Estado para comemorar os 100 primeiros dias de operação da Corsan com gestão da Aegea. O investimento total é de R$ 100 milhões em intervenções como reparos emergenciais, instalação de abrigos, construção e cercamento de poços, reforma de reservatórios e adequação de unidades operacionais e de atendimento ao público.

CURSO PROFISSIONALIZANTE

Além das obras, a Corsan também começou a prover o Programa social Água, Vida e Cidadania, que levará cursos profissionalizantes a pessoas em situação de vulnerabilidade social. O programa é desenvolvido em parceria com as prefeituras e o Ministério Público (MP).

Os primeiros a serem contemplados foram os moradores do bairro Chico Mendes, em Cidreira. Na terça-feira (3), teve início a primeira turma do curso de Panificação, a qual conta com 15 participantes. As aulas são ministradas no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) pelo chef de cozinha João Luís Souza de Oliveira, professor do Senac por 15 anos. O curso terá duração de duas semanas, com 40 horas/aula, e capacitará os participantes para o aumento da renda familiar, empreendendo ou ingressando no mercado de trabalho.

Além de cursos profissionalizantes e o fornecimento de água tratada, o programa da Corsan oferece outros benefícios para as famílias contempladas, como o não pagamento da instalação de rede de água, isenção da cobrança de tarifa por três meses e enquadramento automático no benefício da tarifa social por dois anos. Somente no bairro Chico Mendes, serão beneficiadas cerca de 600 residências e 370 famílias.

Curso de Panificação começou a ser realizado em Cidreira na terça (3). – FOTOS: Corsan