Litoral Norte poderá ganhar Hospital

Representantes de Imbé e deputado Luciano estiveram reunidos com a secretária de Saúde do Estado Arita Bergmann na última quinta-feira (5).

O prefeito de Imbé, Ique Vedovato, e a secretária de Saúde do município, Magda Dorr, estiveram reunidos com a Secretária Estadual de Saúde (SES) Arita Bergmann. O encontro, realizado na manhã da última quinta-feira (5), contou com a presença do deputado estadual Luciano Silveira (MDB).

Durante a reunião, foi entregue à Arita um Projeto de expansão do Posto de Saúde do município (PA-Imbé), que passaria a ser Hospital de Pequeno Porte (HPP). Embora, não haja tempo hábil para a inclusão do projeto de expansão no edital para execução ainda em 2023, a secretária se comprometeu a analisar a possibilidade de dar andamento à reivindicação ainda este ano, desde que a prefeitura de Imbé apresente o projeto arquitetônico em 2023.

“Da parte do governo do Estado, temos o maior interesse em disponibilizarmos uma unidade hospitalar, ainda que de pequeno porte, a mais no Litoral Norte. E, vemos que o município tem local adequado e estrutura para viabilizar a ampliação. Mesmo que não dê para incluir no edital de 2023, vamos avaliar a possibilidade de utilização de alguma sobra orçamentária para viabilizar a aprovação do projeto ainda este ano”, explicou a titular da SES.

Após a reunião, o prefeito Ique e a secretária Magda ficaram de providenciar a conclusão do projeto arquitetônico e a engenharia para a área que será anexada à PA de Imbé. “Saímos daqui com a missão de agilizar os trâmites operacionais para viabilizar essa importante obra para a população de Imbé e região”, comemorou Ique.

O deputado Luciano também saiu otimista: “Acho que demos um passo importante na concretização deste importante equipamento para a saúde do povo do Imbé e do nosso Litoral Norte”, afirmou o parlamentar. Vale ressaltar que ainda não foi definido o número de leitos e quais os equipamentos deverão integrar a futura unidade ampliada. Mas a expectativa é de que seja de 18 a 20 novos leitos.