GAO vence Serraria por 2 a 0 fica mais próximo de classificação para as semifinais do Serramar

Com dois gols de Shaylon, equipe osoriense derrotou o time de SAP em partida realizada no último domingo (29), em Osório.

No domingo (29), foram realizas as partidas de ida das quartas de final do Campeonato Serramar – Banrisul de Futebol. Em uma tarde ensolarada e de muito calor, o Grêmio Atlético Osoriense (GAO) recebeu o Serraria (Santo Antônio da Patrulha), no Estádio Wilmar Velho Pacheco.

Logo no início da partida, o GAO teve a primeira chance de gol: Diego chutou de longe e a bola foi para fora. A resposta do Serraria veio aos oito minutos, quando Alex invadiu a grande área, mas na hora de finalizar, foi desarmado por Barão. No contra-ataque, o GAO chegou ao gol: Shaymon chutou por cobertura e o goleiro Max aceitou: 1 a 0 para os donos da casa.

Aos 15 minutos, o GAO teve a chance para ampliar, mas a cobrança de falta de Diego foi por cima do gol. No lance seguinte, quase saiu o empate: em cruzamento para área, Vandinho dominou, mas chutou para fora. Aos 19, Alex (Serraria) passou por dois e tocou para Cesinha, que finalizou de primeira e a bola acabou subindo demais. Na sequência, Flávio Torres (GAO) tabelou com Shaymon dentro da área, mas o goleiro Max saiu bem do gol para afastar o perigo. Já aos 24, atrapalhada da defesa do GAO e a bola sobrou para Ramon Reis na pequena área, que finalizou e o goleiro Presli fez boa defesa.

Devido ao calor que chegou à casa dos 30 graus, a arbitragem interrompeu a partida aos 25 minutos para os atletas tomarem uma água. Após cerca de três minutos de parada técnica, a partida reiniciou. E a parada foi melhor para o GAO. Aos 30, Marcelinho lançou Shaymon, que recebeu na ponta direita, entrou na área, limpou a marcação e tocou no canto de Max para fazer o segundo gol dele no jogo: 2 a 0 para o GAO.

Shaymon fez os dois gols da vitória do GAO sobre o Serraria.

Naquela altura do jogo, os ânimos estavam exaltados do lado do Serraria, precisando o árbitro Alexandro Oliveira distribuir cartões amarelos para alguns jogadores e também para a comissão técnica da equipe de SAP, devido às fortes reclamações. E o que estava ruim, piorou quando o artilheiro da equipe na competição, Ramon Reis (com três gols marcados), precisou sair machucado, dando lugar a Mateus Melo.

E, por pouco, o GAO não ampliou. Aos 40 minutos, em outro contra-ataque puxado pelo time da casa, Shaymon fez o que quis com a defesa do Serraria e tocou para Jefinho, que bateu cruzado e a bola acabou passando perto do gol de Max. Já nos acréscimos, Choco cobrou escanteio rasteiro, Marcelinho escorou para trás e Flávio Torres finalizou para defesa de Max. No rebote, Barão chutou e acertou a bola explodiu na trave.

2º TEMPO

Precisando reverter o placar, o Serraria voltou sem mudanças do intervalo e viu o GAO começar melhor. No primeiro minuto, Choco lançou Shaymon, que cruzou para área e Max apareceu para tirar de soco. Pouco tempo depois, Choco arriscou chute de longe e Max defendeu em dois tempos. Já aos 9min, depois de boa troca de passes, Flávio Torres chutou cruzado e Max defendeu. Na cobrança de escanteio fechada, o goleiro do Serraria segurou firme.

Porém, aos poucos o Serraria começou a tomar conta do jogo e o GAO, que só tinha o atacante Adriano Chuva como opção no banco de reservas, precisou recuar para a defesa e segurar a pressão do time patrulhense para conseguir manter a vitória. Aos 10, Mateus Melo chutou da entra da área e mandou para fora. Aos 16, Janderson chutou cruzado e acertou a trave. Aos 18, Janderson cobrou falta para área e André cabeceou para bela defesa de Presli.

Na sequência, outra bola foi jogada para a área e o árbitro marcou pênalti, dando empurrão do zagueiro Barão nas costas do atacante Vandinho. Alex foi para cobrança e Presli pulou no canto esquerdo para fazer a defesa. Na cobrança do escanteio, André desviou de cabeça, a bola passou por todo mundo e saiu à direita do gol.

Cada vez mais, o técnico João Fernando colocava a sua equipe para frente, a qual seguia desperdiçando chances. Aos 27min, Leandro recebeu na área e tocou na saída de Presli, que fez a defesa, jogando para a linha de fundo. No escanteio, Rayner cabeceou e a bola foi para fora. No minuto seguinte, Cesinha cobrou falta no lado esquerdo e Presli quase deixou passar, mas segurou firme: o Serraria reclamou que a bola já havia passado a linha, mas a arbitragem mandou o jogo seguir. No contra-ataque, Shaymon lançou Choco, que rolou para Flávio Torres, sem goleiro finalizar: o camisa 9 do GAO chutou e Luizinho se jogou na frente da bola para salvar aquele que seria o terceiro gol do time osoriense.

O GAO seguiu se segurando na defesa e nos contra-ataques tentava matar o jogo. Aos 30, Shaymon chutou prensado da entrada da área e a bola ficou com Max. Na sequência, Shaymon invadiu a grande área e foi travado por Luizinho: o GAO pediu pênalti, mas o árbitro Alexandro Oliveira mandou seguir o lance. A defesa do Serraria estava batendo cabeça e após um lance, Max e Vagnão trocaram empurrões e ambos levaram o cartão amarelo.

Aos 39 minutos, Choco recebeu lançamento e tentou driblar o goleiro e um zagueiro, mas Max conseguiu se recuperar e fechou bem o ângulo para fazer a defesa. Aos 42, Choco cobrou falta no meio do gol e o goleiro do Serraria segurou firme. Passando dos 50 minutos, Leandro bateu um escanteio para o time de Santo Antônio, André cabeceou, Presli segurou firme e o árbitro apitou: Final de Jogo! Vitória do GAO por 2 a 0, resultado que deixa o time de Osório podendo perder por um gol de diferença do jogo da volta, que mesmo assim garante a classificação. Já o Serraria tem que vencer por três ou mais gols de diferença para se classificar para a semifinal, ou dois gols para levar a decisão da vaga para os pênaltis. Qualquer outro resultado classifica a equipe do GAO.

Após a partida, o técnico do GAO falou sobre o resultado: “Jogamos contra um adversário complicado. Ganhar de 2 a 0 foi um super vitória. Sabemos da tradição do Serraria na competição e que o jogo da volta não será fácil”, afirmou Ronaldo Bagé. Durante a entrevista, o treinador ressaltou a força da equipe, que vem sofrendo com a falta de jogadores durante toda a competição: “Não é fácil, mas o grupo é valoroso, pegador, tem sangue na veia e isso faz a diferença. Esperamos juntar mais gente para ter condição de colocar um time mais forte e competitivo”, declarou Bagé, projetando o próximo confronto.

Ronaldo Bagé, técnico do GAO.

Um dos destaques da partida, o goleiro Presli também comentou sobre a vitória: “Sabíamos que ia ser um jogo difícil, ainda mais, com uma só peça no banco, mas mostramos a garra do nosso time e conseguimos fazer o resultado. Agora a gente tem que ir para lá, sabendo que vai ser mais um jogo difícil, e tentar buscar a classificação”, disse o goleiro do GAO.

Presli fez defesas importantes contra o Serraria, incluindo a do pênalti cobrado por Alex.

O atacante Flávio Torres disse que, mesmo com o bom resultado, nada ainda está definido: “A gentes sabia da importância de fazer o resultado dentro de casa. Sabemos que não tem nada ganho. Temos que ter sabedoria. Sabemos da importância do Campeonato e vamos buscar a classificação”, declarou o centroavante do GAO.

Artilheiro Flávio Torres passou em branco no jogo de ida das quartas de final do Serramar.

FICHA TÉCNICA

GAO: Presli; Jefinho, Jeferson, Barão e João Pedro; Deivid, Diego, Marcelinho e Choco; Flávio Torres e Shaymon. Téc – Ronaldo Bagé.

Serraria: Max; Márcio Lima, Igor (Rayner), André e Vagnão; Ramon Batista, Cesinha (Luizinho), Ramon Reis (Mateus Melo) e Alex; Vandinho e Janderson (Leandro). Téc – João Fernando.

Arbitragem: Árbitro – Alexandro Oliveira; Auxiliares – Diego Oliveira de Souza e Natan Borges dos Santos.

Gols: GAO – Shaymon (2)

OUTROS JOGOS

Além de GAO Vs Serraria, outras três partidas foram realizadas pelas quartas de final do Serramar. Em Terra de Areia, o Aliança perdeu em casa para o Central por 2 a 1. João Neto e Marcos Paulo fizeram os gols do time de Caraá. E Ledesma, de pênalti, descontou para o Aliança.

Porém, o jogo ficou marcado por uma confusão entre as torcidas fora de campo. O clima quente foi para as quatro linhas, havendo discussão entre os bancos dos dois times e jogadores expulsos. Para piorar, durante a saída de um atleta do Central para o vestiário, ele foi agredido por uma torcedora do Aliança. As imagens da transmissão serão analisadas, podendo haver punição aos envolvidos.

Com o resultado, o Central joga pelo empate na partida de volta para se classificar. Já o Aliança, que ainda não venceu na competição, precisará vencer por um gol de diferença para levar a disputa para os pênaltis, ou dois ou mais gols para garantir a vaga com a bola rolando.

Farroupilha Vs Minuano

Em Rolante, o Farroupilha venceu o Minuano por 3 a 1. Diogo Oliveira, Edgar e Jarro (pênalti) marcaram para os donos da casa. Skilo descontou para os visitantes. Na partida de volta, em Capivari, o Farroupilha pode perder por um gol de diferença, que mesmo assim se classifica para a semifinal da competição. Enquanto isso, o Minuano tem que vencer por três ou mais gols de diferença para se classificar, ou dois gols para levar a decisão da vaga para os pênaltis. Qualquer outro resultado classifica a equipe do Farroupilha.

Mar Azul Vs Xangri-lá

Em Torres, nos acréscimos, o Mar Azul conseguiu vencer o Xangri-lá por 1 a 0, com o gol de Flávio Torres. Com o resultado, o atual campeão do Serramar joga pelo empate na partida de volta, fora de casa. Já o Xangri-lá precisará vencer por dois gols de diferença para conseguir a vaga. Em caso de vitória do Xangri-lá por um gol de diferença, a decisão irá para os pênaltis.

Lembrando que as quatro partidas (Serraria Vs GAO; Central Vs Aliança; Minuano Vs Farroupilha; e Xangri-lá Vs Mar Azul) estão marcadas para acontecer no próximo domingo (05/11), todas com início às 15h e 30min.