Agência Nacional de Transportes Aquaviários habilita Projeto do Porto Meridional

Construção do Porto de Arroio do Sal criará aproximadamente três mil empregos diretos e outros 10 mil indiretos.

Após análise de documentos apresentados pela empresa, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) habilitou o Projeto para a construção do Porto Meridional, na cidade de Arroio do Sal. A decisão foi publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) da última quarta-feira (11).

Agora o processo seguirá para a fase de viabilidade locacional. Lembrando que o Projeto do Porto também já conta com as licenças da Marinha do Brasil e da Secretaria Nacional de Porto. Além disso, ele segue aguardando a licença do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para ser instalado entre os balneários de Rondinha e Jardim Olívia Norte.

PROJETO

Segundo a empresa DTA – Engenharia Portuária & Ambiental, o Projeto inicial contempla um terminal de uso privado do tipo onshore (em terra), com capacidade de recebimento de 40 mil toneladas. A expectativa é conseguir movimentar 30 milhões de toneladas por ano.

A obra também incluirá um calado inicial de 17 metros, que permitirá a recepção de embarcações de grande porte, navios de carga e cruzeiros marítimos. O empreendimento deve alcançar um investimento de cerca de seis bilhões de reais. Ao todo, serão criados aproximadamente três mil empregos diretos e outros 10 mil indiretos. Segundo o prefeito de Arroio do Sal, Afonso Flávio Angst (Bolão), assim que o Porto começar a funcionar, a cidade deverá triplicar o seu orçamento, podendo chegar até R$ 180 milhões por ano.