Vereadores aprovam PL que dará nome de enfermeira ao Posto de Saúde do Albatroz

Votação foi realizada durante Sessão da Câmara na noite de terça-feira (19). - FOTO: Adriana Davoglio

OSÓRIO – O Plenário Francisco Maineri recebeu na noite de terça-feira (19), uma nova Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores. A Sessão contou com a presença dos nove vereadores: Charlon Muller, Ed Moraes, João Pereira e Lucas Azevedo do MDB; Luiz Carlos Coelhão, Maicon Prado, Ricardo Bolzan e Vágner Gonçalves do PDT; e Miguel Calderon do Progressistas.

Ao todo, foram aprovadosum Pedido de Indicação e quatro Requerimentos. Também foram aprovados quatro Projetos de Lei (PLs), todos de autoria do Executivo local. Entre eles, está o 157/2023, que denomina o Posto de Saúde do Albatroz como Unidade de Saúde da Família (USF) – Enfermeira Larissa Estiknol Espíndola. A homenagem foi solicitada por colegas e pacientes assistidos por Larissa. A enfermeira acabou falecendo ao ser atropelada por um carro, quando ela caminhava com o noivo pelo acostamento da ERS-030, em Osório, na altura do quilômetro 85 da rodovia. O caso aconteceu no dia 30 de maio de 2020.

O condutor do automóvel não prestou atendimento e acabou fugindo do local. Larissa acabou morrendo na hora. Já o noivo da vítima, que é soldado do 1º Batalhão de Polícia Militar (1ºBPChq) de Porto Alegre, não se feriu. De acordo com a BM, o casal estaria pagando uma promessa devido a Larissa ter conseguido se curar de um câncer. Já segundo familiares da vítima, a profissional de Saúde estaria acompanhando o companheiro durante um treinamento. No mesmo dia do ocorrido, foi apreendido o carro envolvido no acidente. Após a apreensão o veículo passou pela Perícia. O motorista foi identificado e ouvido pela Polícia. Lembrando que o caso segue sendo investigado.

A HOMENAGEADA

Larissa era conhecida por ser uma jovem batalhadora, que corria atrás de seus objetivos, todos muito bem traçados (e alcançados). Ela aguardava, durante o período de isolamento social, a celebração de sua formatura pelo Centro Universitário Cenecista (Unicnec). A festa seria em março, mas foi adiada por conta da pandemia de coronavírus. Na época da tragédia, ela vivia o sonho de morar com o noivo, na casa em que o casal conquistou em julho de 2019, e sonhava em ter filhos.

Mas antes disso, outra parte da vida da vida de Larissa reforça sua imagem de guerreira. Em 2011, ela foi diagnosticada e fez o tratamento contra um linfoma não-Hodgkin, câncer que atinge as células de defesa do organismo. Toda a família sofreu com ela, por ser considerada uma pessoa muito afetiva. Curada, ela continuou correndo atrás de seus sonhos profissionais e de constituir família. Cursou técnico em enfermagem antes de entrar na graduação na mesma área. Antes mesmo da formatura, ela tinha sido aprovada em um concurso da prefeitura local. Quando faleceu, Larissa atuava como técnica em enfermagem no Posto de Saúde do bairro Albatroz.

Enfermeira Larissa morreu ao ser atropelada na ERS-030.

OUTROS PROJETOS APROVADOS

PL 102/2023 – Aprovado, de maneira substitutiva, o PL institui o Conselho Municipal sobre Drogas (Comad), o qual ficará com a responsabilidade de auxiliar o Executivo no desenvolvimento de ações referentes à redução do uso dos ilícitos na cidade.

PL 153/2023 – Autoriza o Executivo a destinar o valor de R$ 2.623.102,96 (dois milhões seiscentos e vinte e três mil cento e dois reais e noventa e seis centavos), oriundo da alienação das ações da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) ao Regime de Previdência Privada do município, dinheiro que será utilizado para pagamento de valores referente ao Regime de Próprio de Previdência dos Servidores (RPPS).

PL 164/2023 – Dispõe sobre a regulamentação da Lei 14.434/2022, que cria o completivo remuneratório e dá outras providências. A Lei trata do piso salarial dos profissionais de enfermagem, especificamente os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e parteiras, nos termos previstos na Emenda Constitucional 127/2022, criando procedimentos próprios relativos à transferência de valores da União para a cobertura do custeio gerado pelo piso. O PL foi aprovado com emenda de autoria de todas as Bancadas, atendendo solicitação da União dos Servidores da Saúde dos Municípios do Litoral Norte (USSLIN).

Os textos, disponíveis na íntegra no site da Câmara (www.camaraosorio.rs.gov.br), seguem para sanção do prefeito Roger e começarão a valer assim que forem publicados no Diário Oficial.