Mais de um milhão de veículos devem passar pelas estradas da CCR durante o feriadão de Finados

Mais de 115 mil veículos deverão ir em direção ao Litoral pela BR-290. - FOTO: Ricardo Giusti

Na terça-feira (31), a CCR Viasul divulgou a previsão para o tráfego durante o feriadão de Finados. De acordo com a Concessionária, entre quarta (1) e a próxima segunda-feira (6), mais de um milhão de veículos deverão passar por uma das quatro rodovias administradas pela empresa no RS (BRs-101, 290 – Freeway -, 386 e 448).

Conforme a CCR, o movimento na Freeway deve ficar próximo aos 232 mil veículos, sendo que desses, cerca de 115 mil irão em direção ao Litoral. Em média, eram esperados 26 mil condutores para a quarta (1) e quinta-feira (2), sendo estes os dias com maior movimento. Por outro lado, o pico de tráfego previsto para o retorno a Porto Alegre no domingo (5), supera 41 mil motoristas.

A orientação da Concessionária é de que os motoristas programem sua viagem de forma a evitar os picos de tráfego quando o fluxo é mais intenso. Para a volta, condutores devem evitar o horário após as 16h no domingo (5) e a manhã de segunda (6), principalmente entre 7h e 10h.

OBRAS NA FREEWAY

Devido às obras que acontecem entre os quilômetros 74 e 88 da BR-290, a CCR alerta sobre a necessidade de os motoristas programarem suas viagens, visto a implantação dos bloqueios de faixas nos oito pontos com intervenção na rodovia. Nos trechos em questão, o limite de velocidade cai pela metade (60km/h), podendo diminuir ainda mais nos horários de pico, não ultrapassando os 20km/h.

LIBERAÇÃO DO ACOSTAMENTO

É válido ressaltar que as obras de melhoria nas pontes e viadutos da Freeway não interferem no caso de eventual liberação do acostamento, pois, quando autorizada, a operação é realizada entre os quilômetros 0 e 75 da rodovia, ou seja, fora do trecho de obras. Porém, ainda assim, para que haja a liberação é preciso que os requisitos mínimos de segurança sejam atendidos. Em caso de condições climáticas adversas, como chuva ou neblina, o acostamento não é liberado.

A implantação é realizada em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), por meio de sinalização com painéis piscantes e placas indicativas às margens da rodovia, além de mensagens nos painéis eletrônicos (PMVs) da Concessionária, com orientações aos motoristas sobre como proceder. Ao trafegar pelo acostamento, a velocidade máxima é de 70 km/h e não é permitido o trânsito de caminhões. Trafegar pelo acostamento quando o mesmo não estiver liberado é infração gravíssima do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), gerando sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e multa de R$ 880,41 (oitocentos e oitenta e oito reais e quarenta e um centavos).

APOIO 24 HORAS

Toda a operação ganha ainda mais agilidade por meio do acompanhamento integral feito pelas equipes do Centro de Controle Operacional (CCO), através das 316 câmeras de CFTV que fazem o monitoramento das quatro rodovias sob concessão da CCR Viasul. Além do atendimento ao longo dos 473 quilômetros, a concessionária disponibiliza 14 Bases de Serviços Operacionais, onde ficam dispostos os veículos indispensáveis ao atendimento das ocorrências. Sete desses pontos contam com Serviços Atendimento ao Usuário (SAU), oferecendo estruturas com banheiros, fraldários, água e café, totens para informações, entre outros.

Mais informações sobre as condições da rodovia podem ser obtidas por meio do Disque CCR Viasul: 0800 000 0290; pelo Whatsapp: (51) 3303-3858; ou ainda pelo site: www.ccrviasul.com.br.