Morre delegado da Polícia Federal Bolivar Steinmetz

Pioneiro na PF, osoriense faleceu aos 84 anos.

O osoriense Bolivar Steinmetz faleceu na terça-feira (14), em Brasília (DF), aos 84 anos. Bolivar foi um dos pioneiros da Polícia Federal (PF), tendo ingressando na instituição em 1961. Bacharel em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (Ceub), ele se formou como delegado de Polícia Federal (PF) pela Academia Nacional de Polícia (ANP), 1976, tendo atuado como delegado até os últimos dias de sua vida.

Ao longo de sua carreira, Steinmetz também passou pela extinta Divisão de Polícia Marítima, Aérea e de Fronteiras (DPMAF), além de atuar como diretor da Divisão de Estrangeiros do Ministério da Justiça, ainda na década de 90. Fundador da Associação Nacional dos Delegados da PF (ADPF), em 1976, o delegado presidiu a Associação por cinco mandatos, sendo o mais recente em 2012. A ADPF, inclusive, decretou três dias de luto pela morte do delegado. “Doutor Bolivar é um dos pilares da ADPF. Temos enorme gratidão por toda sua dedicação na defesa dos delegados federais”, declarou o atual presidente da Associação, Luciano Leiro.

O velório ocorreu na quarta (15), na sede da ADPF, localizada no Lago Sul de Brasília. O delegado da Polícia Federal deixou a esposa, três filhos e quatro netos. Vale ressaltar que a causa da morte do osoriense não foi divulgada pela família.