Polícia prende líder de facção que furtou equipamentos de telefonia no Litoral

A Polícia Civil (PC), por meio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), prendeu na sexta-feira (20), em São Paulo (SP), o líder de uma quadrilha que furtava equipamentos de empresas de telefonia em vários estados do Brasil. A ação é resultado de uma investigação realizada a partir da prisão de integrantes do grupo criminoso no Litoral Norte gaúcho.

Em 31 de agosto, três bandidos foram presos após atacarem duas estações de uma empresa de telefonia. Primeiro, eles furtaram equipamento em Paulo Lopes (SC), depois outra, na cidade de Três Cachoeiras. Os criminosos, que também são de São Paulo, estavam sendo monitorados pelo DEIC, que acionou a Brigada Militar (BM). Na ocasião, agentes do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM) prenderam o trio, na BR-290, em Osório. Na ação, foram recuperadas duas placas eletrônicas de transmissão de dados por fibra ótica, avaliadas em R$ 500 mil cada uma.

O delegado Luis Firmino, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio das Concessionárias e dos Serviços Delegados (DRPC), salientou que o envolvimento do grupo nos crimes foi confirmado com análise de imagens de câmeras de segurança das estações onde ocorreram os furtos. “Com o aprofundamento da investigação pela Polícia Civil Gaúcha, foi possível identificar a participação dos suspeitos em outros cinco crimes investigados pela DRCP”, disse o delegado.

Na operação deflagrada na cidade de São Paulo, os policiais cumpriram dois mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva contra o líder da quadrilha. Conforme a Polícia, o homem possui uma empresa de telecomunicações e já havia sido preso em flagrante, em 2020, também do estado de São Paulo, por furto qualificado de cabos e materiais de uma companhia de telefonia. Os furtos investigados ocorreram entre junho e setembro deste ano. O prejuízo causado pelos bandidos é estimado em R$ 2,5 milhões.