Fiergs propõe criação de Programa Emergencial de Recuperação Econômica

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) encaminhou ao secretário de Desenvolvimento Econômico, Ernani Polo, sugestões para a criação de um Programa Emergencial de Recuperação Econômica voltado para a recomposição produtiva das regiões do RS mais atingidas pela calamidade climática. O documento, assinado pelo presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, propões três ações principais:

– Articulação com o Badesul, BRDE, Banrisul, Caixa e Banco do Brasil, junto com o BNDES, visando o estabelecimento de um fundo de linhas de financiamento para que as indústrias e empresas de todas as atividades possam investir no mais rápido retorno às atividades econômicas preservando os empregos locais;

– Criação de linha especial de crédito para o pagamento de salários e proposta ao Governo Federal de suspensão do recolhimento de encargos trabalhistas;

– Suspensão do pagamento do ICMS e disponibilização de parcelamento para a quitação do imposto.

Segundo a Fiergs, essas medidas, junto às demais adotadas pelos governos estadual e federal, “certamente irão apressar a retomada econômica regional, com reflexos sociais imediatos através da preservação de empregos e da renda local”. O documento encaminhado a Polo, encerra salientando que o Sistema Fiergs também está engajado com ações efetivas junto às comunidades. Por meio do Serviço Social da Indústria (Sesi-RS), na área da saúde, e pela Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais, com o fornecimento de alimentos e produtos de primeira necessidade.